Menu do site:

ECONOMIA DE NAVEGANTES TEM CRESCIMENTO DE 23%, APONTA IBGE

 

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Produto Interno Bruto de Navegantes somou R$ 6,142 bilhões no ano de 2021, um crescimento nominal de 23,72% em relação a 2020. O crescimento impressiona, pois está muito acima da média de Santa Catarina, 6,8%, e do Brasil, 4,8%.

O PIB é a soma de todas as riquezas geradas em cada município, ou seja, o tamanho da economia local. Os dados são divulgados sempre com dois anos de defasagem. Em Santa Catarina, a cidade é a 15ª maior economia, e a 3ª maior da Foz do Rio Itajaí Açu, atrás apenas de Itajaí e Balneário Camboriú.

PIB per capita

Também cresceu o PIB per capita de Navegantes, que é a soma das riquezas geradas dividida pelo número de habitantes. Em 2021, o índice foi de R$ 71.643,41, um avanço ante os R$ 59.445,85 registrados em 2020. Neste quesito, a cidade avançou para a 29ª posição entre os 295 municípios catarinenses, e em 4º lugar quando comparada aqueles municípios com mais de 50 mil habitantes, conforme relação abaixo.

CIDADE POPULAÇÃO PIB PER CAPITA
Itajaí 264.054            210.729,12
São Francisco do Sul 52.674            155.542,28
Joinville 616.317              74.531,62
Navegantes 86.401              71.643,41
Jaraguá do Sul 182.660              65.295,54
Videira 55.466              63.823,38
Brusque 141.385              62.044,42
Tijucas 51.592              61.114,71
Içara 59.035              60.654,48
Concórdia 81.646              60.241,75
Chapecó 254.785              60.166,46
Caçador 73.720              58.773,87
Gaspar 72.570              57.793,40
Blumenau 361.261              56.155,65
Imbituba 52.579              54.744,62
São José 270.299              54.544,43
São Bento do Sul 83.277              54.415,88
Xanxerê 51.607              51.194,26
Indaial 71.549              50.804,13
Rio do Sul 72.587              50.593,32
Balneário Camboriú 139.155              49.301,41
Palhoça 222.598              45.940,71
Criciúma 214.493              45.871,13
Florianópolis 537.211              45.602,98
Tubarão 110.088              44.956,12
Mafra 55.286              43.817,87
Lages 164.981              41.846,27
Itapema 75.940              41.670,53
Canoinhas 55.016              40.376,72
Biguaçu 76.773              37.884,91
Araranguá 71.922              34.317,67
Camboriú 103.074              25.718,35

Perspectivas Positivas

O boom econômico de Navegantes vem acontecendo graças às vantagens competitivas e ao anúncio de grandes investimentos nos modais logísticos como a duplicação da BR 470, a modernização do aeroporto e a ampliação do terminal portuário. Além disso, o município vem batendo recorde na abertura de novas empresas a partir das medidas de desburocratização.

No campo dos investimentos públicos, a Prefeitura está executando o Programa Acelera Navegantes (PAN), um grande pacote de obras de reurbanização de ruas e avenidas visando melhorar a qualidade de vida, a mobilidade e atrair mais investimentos para o comércio e os serviços da cidade.

De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Receita, Rodrigo Silveira, os dados devem vir ainda mais positivos nos próximos anos.

“O resultado de 2021 foi excelente, e temos a perspectiva de bater todos os recordes em 2022. Afirmamos isso a partir dos dados de ISS e ICMS do município, que cresceram muito desde então. Isso tudo vem ocorrendo com o ganho de credibilidade da cidade a partir do processo de desburocratização e de investimentos implementado na atual gestão. A expectativa é que nos próximos anos o IBGE demonstre Navegantes perto de entrar entre as 10 maiores cidades de Santa Catarina”, destaca Rodrigo.